Quarta, 08 de Dezembro de 2021
27 99902-4179
Geral Pouco

Formatura de 23 capitães da Polícia Militar do Espírito Santo

A cerimônia de formatura do curso de pós-graduação lato sensu em Gestão Policial Militar e Segurança Pública foi realizada no Salão São Tiago, no Palácio Anchieta, em Vitória, com a presença de autoridades civis e militares.

12/11/2021 09h16
Por: Redação O Diário Fonte: Secom
23 novos capitães da PM se formaram.
23 novos capitães da PM se formaram.

O Governo do Estado realizou, nesta quinta-feira (11), a formatura de 23 capitães que concluíram o Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais (CAO) da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES). A cerimônia de formatura do curso de pós-graduação lato sensu em Gestão Policial Militar e Segurança Pública foi realizada no Salão São Tiago, no Palácio Anchieta, em Vitória, com a presença de autoridades civis e militares.

Após sete meses de curso, em que foram ministradas cerca de 20 disciplinas, dentre elas Teoria Política e Gerenciamento de Crises Policiais, Ciclos de Palestras, além de atividades complementares e um trabalho monográfico. Uma das monografias foi aprovada para compor o 1º Seminário Internacional de Editores e Pesquisadores na área de Segurança Pública. Os militares cumpriram a carga horária exigida (491 horas), integralmente ministradas na Academia de Polícia Militar do Espírito Santo (APM).

Em sua fala, o governador do Estado, Renato Casagrande (PSB), saudou os formandos e citou a importância da discussão sobre a área da segurança pública. “Fico feliz em poder ouvir pronunciamentos que têm consistência e tratam do tema com profissionalismo. Essa semana comemoramos os dez anos do Programa Estado Presente em Defesa da Vida. Estamos formando profissionais com muita capacidade de enfrentar desafios grandes. A redução da violência é um desafio presente para nós. Já avançamos, mas precisamos avançar muito mais”, pontuou.

Casagrande lembrou que o Espírito Santo saiu do topo do ranking de homicídios no País em 2009, melhorando sua posição desde a implementação do programa em 2011, ainda durante sua primeira gestão. “Trabalho como governador e vocês trabalham como profissionais de segurança. Todos nós com a missão de diminuir esses índices de violência. Defendo a continuidade de políticas públicas e com a segurança pública não é diferente. Com o trabalho que estamos realizando, em mais quatro a seis anos poderemos figurar entre os cinco estados menos violentos do Brasil”, afirmou.

O governador concluiu: “Independentemente de quem esteja no Governo, é preciso que dê sequência nos trabalhos. A educação é o caminho para reduzir a violência e não podemos colocar nos ombros dos policiais toda a responsabilidade da redução da criminalidade. A segurança pública é um conjunto de ações”.

Por meio do Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais, os militares tiveram uma requalificação profissional e aprimoraram o aprendizado em várias áreas do conhecimento, como a Social, Jurídica e Gestão. Agora, os capitães da PM retornam às suas unidades de origem e para colocar em prática o saber internalizado e debatido ao longo da jornada acadêmica, já qualificados para serem promovidos ao posto de major e assumirem funções de Oficial Superior.

Para o comandante-geral da PMES, coronel Douglas Caus, a Instituição prospera nos seus processos de governança, no sentido de prestar serviços ainda mais aprimorados à sociedade capixaba, deixando para trás práticas analógicas ou empíricas, segundo um caminho de planejamentos mais estratégicos e digitais. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.