Domingo, 16 de Janeiro de 2022
27 99902-4179
Política Liderança

Erick Musso pauta e deputados aprovam Fundo Cidades

Presidente do Legislativo ainda fez apelo ao governador para que o recurso chegue a todos os municípios, sem nenhum tipo de problema de ordem política

01/12/2021 10h57
Por: Redação O Diário Fonte: da redação
Presidente da Assembleia Deputado Erick Musso (Republicanos)
Presidente da Assembleia Deputado Erick Musso (Republicanos)

Sob o comando do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Erick Musso (Republicanos), o Plenário aprovou, por unanimidade, a proposta que altera o Fundo Cidades. O objetivo das mudanças elencadas no Projeto de Lei Complementar (PLC) 28/2021 é facilitar a aplicação de recursos pelos municípios, principalmente na área de infraestrutura.

O Fundo Cidades, como é conhecido o Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEADM), foi instituído por lei complementar em 2013 para apoiar investimentos locais nas áreas de infraestrutura urbana e rural, educação, esporte, turismo, cultura, saúde, segurança, proteção social, agricultura, saneamento básico, habitação de interesse social, meio ambiente, sustentabilidade e mobilidade. 

Durante a apreciação do projeto, o presidente Erick Musso disse que o Fundo Cidades precisa ser gerida pessoalmente pelo governador, para que se possa evitar a “politicagem” com o recurso do Fundo.  “Por meio da cadeira da presidência, colocado pelos meus colgas por três mandatos, peço para que o governador coordene pessoalmente, juntamente com os deputados estaduais e os prefeitos dos municípios capixabas, para que esse recurso chegue sem distinção ideológica, partidária ou política , às 78 cidades do Estado. Que esse projeto não se torne projeto de um ou dois secretários para fazer politicagem”, disse.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.